Resenha: Darkmouth: Os caçadores de lendas - Shane Hegarty

06:29

Autor: Shane Hegarty
Páginas: 336
Ano2015
Editora: Novo Conceito
Gênero: Fantasia/Infanto-juvenil
AdicioneSkoob
Onde Comprar: Saraiva Amazon
*Exemplar enviado pela editora para ser resenhado
Sinopse
Elas estão chegando! As Lendas (ou melhor, monstros aterrorizantes que se alimentam de humanos) invadiram a cidade de “Darkmouth”. Elas querem dominar o mundo. Mas não entre em pânico! Finn, o último dos Caçadores de Lendas, vai nos proteger. Finn tem doze anos, adora animais, não leva muito jeito para lutar; mas é muito, muito esforçado. E todos nós sabemos que ser esforçado é a melhor arma contra um Minotauro faminto, né? Hum... Pensando bem, pode entrar em pânico. Entre em pânico agora! Corra!
⇥⇤
Darkmouth: Os caçadores de lendas é uma fantasia infanto-juvenil, escrita por Shane Hegarty e publicada aqui no Brasil pela editora Novo Conceito. A história esta ambientada na cidade de Darkmouth, um vilarejo que vive sendo ameaçado pelas lendas, que na realidade são monstros, como o Minotauro e a Hidra por exemplo.
“Darkmouth era uma cidade de becos sem saída, com muros altos revestidos de cacos de vidro, pedras afiadas e lanças. Ela foi projetada para confundir as Lendas e bloquear o seu avanço, forçando-as a se dirigir para os becos sem saída.
            Nesse livro nós vamos conhecer o Finn, um garoto de 12 anos, que também será um futuro caçador de lendas. Os caçadores de lendas são uma espécie de guardiões da cidade, responsáveis por eliminar as ameaças das Lendas. Ele tem uma importante missão pela frente, pegar firme no seu treinamento para ser um excelente caçador.

A pressão em cima do garoto é muito grande, seu pai que já foi um importante caçador quer que o filho siga seus passos e pega muito pesado no treinamento do menino. Existe também uma grande expectativa dos cidadãos de Darkmouth, que deposita toda cobrança nos ombros do garoto. O que é um pouco injusto, a final ele só tem 12 anos.
Sua família estava na cidade havia quarenta e duas gerações, mas Finn sempre seria um intruso. Sempre haveria sussurros por trás dele. Questões com um toque de ressentimento. Rumores. Porque Darkmouth era a única vila flagelada que ainda enfrentava ataques de lenda? Porque não se esforçava mais para detê-las?”
    Depois de receberem um aviso de ataque das lendas, a cidade fica ainda mais inquieta e a pressão só aumento para Finn. Entretanto, o garoto não leva muito jeito para a coisa, na realidade ele é uma negação, contrariando todas as expectativas que existem sobre ele.
O Finn é o tipo de personagem que faz a gente torcer para que tudo dê certo e que ele consiga se superar. É impossível não se encantar com esse garotinho, além de dar boas risadas em algumas situações ao longo da história.
Eu adorei o universo fantástico criado pelo autor, tenho certeza que vocês vão apreciar também. A história é muito bem descrita e explicadinha do jeitinho que eu gosto.
Além de ser um livrinho juvenil super gostosinho de ler, com uma narrativa que te prende logo no começo e que te deixa cheio de curiosidade para saber o desenrolar dos fatos e o que vai acontecer no final da história.
A diagramação desse livro está simplesmente perfeita, desde a escolha da capa até os mínimos detalhes dentro do livro, o inicio dos capítulos, os números das páginas e as ilustrações maravilhosas que serve para nos conectar ainda mais a história. Além disso, o livro tem um mapa! Quem não ama mapas? Eu adoro.
Esse livro é muito amorzinho recomendo muito essa leitura para o publico infanto-juvenil e também para aqueles que apreciam uma boa história, leve e gostosinha de ler.



VOCÊ PODERÁ GOSTAR DE:

1 comentários

  1. Vim olhar sobre romances de época mas essa postagem me prendeu. Amo livros assim e fiquei fascinada por este! Já quero Mary, adorei seu post e fotos!

    Bjokas!
    http://cronicasdeeloise.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir