Resenha: Questão de desejo - Louise Allen irmãs Shelley #2 #RomancedeBancaForever

18:56



Autor: Louise Allen
Páginas: 282
Ano: 2012
Editora: Amazon
Gênero: Romance histórico/ de época
Adicione: Skoob Aqui
Onde Comprar: Sebos e grupos de desapego
Nota: 9,00
Sipopse
Arabella Shelley era uma mulher simples, filha de um vigário do interior. Ao engravidar de um nobre que a seduz, ela ingenuamente acha que ele a desposará. Para a sua decepção, ele morre antes de revelar suas verdadeiras intenções. Porém, ela é poupada de um futuro sombrio quando o irmão dele, o misterioso Visconde Hadleigh, se dispõe a se casar com ela. Agora, Bella possui mais de um desafio: aprender a ser uma dama de alta sociedade e despertar o amor de seu marido! 
↠↞
    Oiii leitores mais maravilhosos desse planeta!
 A resenha de hoje é desse romance de época lindo da autora Louise Allen, na realidade “Questão de desejo” é o segundo livro de uma trilogia, para entender um pouco mais sobre esse livro leia a resenha que fiz desse primeiro livro da série “Questão de prática Aqui".

Nesse segundo livro nós vamos conhecer a Arabella, a irmã mais velha da família Shelley e também a mais prática e sensata do trio. Ela mora na casa paroquial com o pai, o reverendo Shelley, um homem muito severo que acha que todas as mulheres são filhas do demônio. Sua irmã Meg fugiu há mais de cinco anos com o namorado da adolescência, até então ela e a irmã mais nova Celina não tivera noticias, Celina também havia fugido há pouco tempo para a casa da tia em Londres.

"Já estava mais do que na hora de aceitar que sua vida seria limitada pelos muros da casa paroquial e por seus deveres como filha sem graça e solteirona do vigário."

    Arabella foi a única que permaneceu na casa paroquial cuidando dos afazeres domésticos e do pai, mas esse não lhe dava o devido valor. Arabella estava começando a se conformar com seu destino de solteirona, até que chega na cidade um cavalheiro muito elegante, esse homem é o Visconde de Handleigh, o jovem esta entediado por ter que passar um tempo no campo, quando conhece Arabella decide se divertir com ela.
    A moça acaba caindo na lábia do patife e se entregando à ele, depois do acontecido ele some sem dar noticias, o tempo vai passando e logo ela se descobre grávida. Podem imaginar como ela ficou apavorada, uma moça solteira e grávida naquela época seria alvo severo do julgamento da sociedade, e o seu pai então? Quando soubesse iria expulsa-la de casa, ou pior castiga-la até a morte.
    Então, quando ela não esta mais conseguindo esconder a barriga, decide seguir o mesmo destino de suas irmãs, fugir de casa! Ela parte para Londres procurar o visconde para lhe suplicar que ampare ela e a criança, se apega nessa esperança de que vai dar tudo certo e parte.
    Quando chega à propriedade do visconde, se vê desolada, pois o visconde que a recebe não é o mesmo que ela conheceu meses atrás, mas sim o irmão dele, Elliott o novo visconde, este lhe recebe e conta que seu irmão havia contraído uma doença e morrido a pouco tempo.
    Arabela então vê seus planos ir por água abaixo e Elliott logo percebe seu estado de gravidez, quando ela lhe conta que o filho que estava esperando era seu sobrinho, o lorde não dá nenhuma mostra de surpresa, pois sabia muito bem do caráter duvidoso do irmão.
    Então Elliott faz uma coisa inesperada, propõe casamento par Arabella, para que o filho que ela carregava no ventre tivesse o nome de sua família e herdasse um dia aquilo que lhe era devido.
Ao casar-se com ele o filho que ela estava esperando do irmão seria registrado como se fosse dele. Arabella fica pasma com a proposta do novo lorde, mas decide aceitar, pois não tem outra alternativa.
    Ambos se casam e a convivência entre eles é permeada por aquele clima de estranheza, afinal eles mal se conhecem, mas o tempo vai passando e eles vão se aproximando até que começa surgir algo verdadeiro entre os dois.
 É muito legal acompanhar a evolução do romance, particularmente gosto muito dos livros nos quais os personagens não se apaixonam logo de cara, mas sim constroem aos poucos o amor.
    Mas Elliot começa a viver um dilema, sabia que o que estava fazendo era certo, reparando o erro do irmão e tomando seu sobrinho como filho. Porém, quando ele começa a amar Arabella, em seu intimo ele torce para que a criança não seja um menino, porque mesmo sem admitir nem para si mesmo, no fundo ele quer que seus filhos de verdade com Arabella sejam os herdeiros do legado da família.
    Quando Arabela começa a desconfiar que a criança que carrega no ventre traz desconforto para Elliott, toda a aproximação que eles haviam conquistado começa a se esvair. Elliott tenta lutar com seu monstro interior que não quer aquela criança do maldito irmão, pois se continuar assim ele sabe que vai perder a mulher que ama, além disso, é uma criança inocente que nem veio ao mundo ainda e merecia ser amada por ele também.

"A mão dela descansou, inconscientemente, no ventre, e alguma coisa apertou o peito dele, alguma coisa que não conseguiu identificar. De repente, o bebê era real, não uma abstração ou um problema. O filho de Rafe. Elliott sentiu uma fisgada estranha, quase uma apreensão. Balançou a cabeça para clareá-la."

     Eu achei muito interessante esse dilema interior do protagonista, se sente o pior ser humano da face da terra por desejar que a criança não herde os bens que deveriam ser dos filhos dele com Arabella, a mulher que ama, isso torna o personagem mais humano e com dramas que os mocinhos não costumam enfrentar.
    Gostei bastante desse livro, aliás, a série toda é sensacional, os personagens são muito cativantes e as histórias são simplesmente tão envolventes que a gente não quer parar de ler enquanto não termina. Foi o que fiz, li esse livro da série em um fôlego só e enquanto não terminei o ultimo não sosseguei.
    Desse modo, deixo registrada aqui minha indicação de leitura para vocês, comecem a ler essa série que tenho certeza que vão adorar.

"Mas agora realmente amava o verdadeiro cavaleiro, o homem honrado que a salvara do dragão."

Avaliação: Nota 9,0 e 5 estrelinhas no skoob.
Gostou da resenha? Não se esqueça de deixar um comentário e aproveite a minha indicação.

VOCÊ PODERÁ GOSTAR DE:

0 comentários