Leituras da Mary

quinta-feira, 23 de março de 2017

 Faça você mesmo - DIY Ideias de organização e marcadores personalizados
    Olá pessoal, tudo bem?
    Hoje trouxe algumas ideias para deixar o seu cantinho de trabalho ou estudo e os seus marcadores de livros com a sua cara. São dicas muito simples e fáceis de fazer, eu ia até gravar um vídeo com o passo a passo dessas ideias, mas como estou gravando pelo celular a qualidade de imagem não fica tão boa quanto gostaria, então acabei optando por explicar tudo nesse post mesmo.
    A primeira dica são marcadores personalizados de tecidos, são super fáceis de fazer e ficam muito lindinhos.
Você vai precisar de:
- Moldes: Tem vários modelos que você pode estar escolhendo, mas eu acabei optando por esses vestidinhos e o corpete, vou deixar o link para os moldes AQUI e AQUI. Em ambos você irá precisar recortar  a frete e o verso em tecido ou feltro.
- Feltro nas cores e estampas de sua preferência: Ele é a base do vertido, você também pode utilizar tecidos que sejam mais durinhos ou EVA.
- Agulha e linha: Para costurar o elástico e unir afrente e o verso do vestidinho.
- Elástico: Use a medida do livro para recortá-lo, você Também poderá comprar elásticos de cores variadas.
- Enfeites: Aqui você usa sua criatividade e preferência, pode usar fitas de cetim coloridas, botões, lacinhos, miçangas, perolas e vários outros tipos de enfeites.
    Existem vários videos no youtube ensinando a fazer marcadores nesse modelo, caso tenha alguma duvida de como montar tudo certinho assista a esses vídeos que foram os mesmo que aprendi a fazer os vestidos.  
- Vestido de tecido + feltro: AQUI.
- Vestido de tecido: AQUI.
- Vestido de EVA: AQUI.
    Esse outro marcador também é super fácil de fazer e você vai precisar de pouquíssimos materiais:
- EVA preto para a base do Mikey.
- EVA vermelho para a calça.
- EVA amarelo para os botões.
- Cola quente ou cola instantânea.
     Para retirar as medidas você irá precisar de um objeto circular com o diâmetro de 4,5 centímetros, uma moeda de 25 centavos daquelas douradas para servir de moldes para as orelhas. Eu  aprendi a fazer com esse vídeo AQUI.
    Outra dica bem útil para quem quer se organizar e não dispões de muito espaço, precisa ter seus compromissos sempre no campo de visão para poder  lembrar. Te recomendo que faça um mural de recados de porta-retrato, utilizando post ists coloridos para anotar os recadinhos.
Você vai precisar de:
- Um porta retrato: o tamanho pode variar de acordo com sua necessidades, eu queria um maior, porém o que encontrei mais em conta foi esse simples que achei naquelas lojas de 2,99. Esse meu não tem vidro, mas sim um plastico imitando vidro, o ideal é que seja de vidro que fica mais facil de apagar as anotações.
-Post its coloridos: Eu utilizei diversos formatos como puderam perceber, mas você pode fazer de acordo com os materiais que você tem ai na sua casa.
- Mini prendedores: Esses itens são dispensáveis, mas eu colei nas molduras esses de coração para dar um charminho e também para ter um lugar extra para prender recados importantes.
- Canetinhas ou marcador permanente:Você vai precisar desse itens para escrever seus recados, eu comprei essas canetas para retroprojetor que tem pontas finas e mais praticas na hora de escrever nos post its por cima do vidro.
    Eu pintei a moldura de banco, pois a cor que ela tinha não era muito bonita, retirei a parte de trás do porta-retrato, aquela base se madeira, colei os post its mais finos e compridos para nomear os dias da semana e os post its maiores para anotar os recados.
    Como puderam perceber o espaço para anotar os compromissos de domingo ficou diferente e menor que os outros, porém atendeu as minhas necessidades, pois no domingo eu não tenho muitos compromissos é um dia que tenho livre para fazer as coisas que gosto.
    Você também pode optar por retirar o vidro ou plastico do porta-retrato e anotar seus recados com canetas normais que usamos para escrever, depois que cumprir esse compromisso pode substituir os post its por outros com recados diferentes.
    Eu optei por manter o plástico, pois assim economizo meus post its kkkk. Eu adorei essa ideia do mural de recados no porta retrato porque podemos brincar com as cores e deixar nossa escrivaninha bem mais bonita e decorada.

    Espero que vocês tenham gostado das dicas de hoje e que possam reproduzi-las ai na sua casa. Não se esqueça de deixar um comentário e nos seguir nas redes sociais.

terça-feira, 21 de março de 2017

Resenha Nacional: Luz e Sombra - Anaté Merger
    Olá Leitores, tudo bem com vocês?
    Hoje é dia de resenha nacional e o livro da vez é um romance sobre viagem no tempo, cuja narrativa mescla presente e passado, o que é ainda melhor a trama vai se passar aqui no Brasil no período Imperial. Curiosos? Então confira a resenha e a minha opinião sobre a obra.


    Luz e sombras é o lançamento da autora nacional Anaté Merger, foi lançado na Amazon em e-book de forma independente e também já ganhou publicação física pela editora Bezz no selo Leque Rosa.
    Conforme eu havia dito na introdução desse post se trata de um romance sobre viajem no tempo, desse modo teremos a história dividida basicamente em duas partes, a atual no Rio de Janeiro 2016 e a histórica que será ambientada em um navio que partiu do Brasil para a Europa em 1873.       
    O protagonista principal é o Engenheiro Virgílio que esta prestes a comprar uma antiga propriedade chamada Inocência que no século XIX era uma fazenda de café propriedade do Barão Antunes, mas que agora havia sido transformada em uma pousada. Ele se encantou pela beleza e arquitetura do lugar e resolveu fazer o investimento, no entanto sua noiva Clara é super contraria a ideia dele comprar a propriedade rual no meio do nada.
    O relacionamento entre ele e Clara não andava bem desde o cruzeiro que fizeram quando foram padrinhos de casamento de um casal de amigos, durante essa viagem o rapaz sofreu um acidente e algumas coisas mudaram em sua vida, inclusive sua paixão por Clara que já não era a mesma, eles combinavam muito no sexo, mas parecia que era só isso.
    Quando virgilio decide comprar a fazenda Inocência, leva Clara junto para passar um tempo só os dois e tentar reavivar o relacionamento, no entanto Clara é uma garota mimada, essencialmente urbana e não se adapta muito bem ao lugar.
     Mas ao contrário dela Virgílio se sente muito bem lá, como a muito tempo não sentia e quando conhece a obra de arte mais famosa da Fazenda/pousada ele fica encantado com a pintura que retrata as duas filhas gêmeas do Barão Antunes, as garotas retratadas estavam saindo da adolescência para a vida adulta e segundo a proprietária do Imóvel o quadro se chamava "Gêmeas em flor".
    As duas garotas retratadas eram muito parecidas fisicamente, mas mesmo pela pintura era possível identificar que tinha personalidade distintas, Olivia Antunes era extrovertida em sua pose no quadro, enquanto a irmã Olympia era nitidamente mais tímida com o rosto parcialmente escondido por um leque, mas Virgílio notou que aqueles olhos eram tão vividos que pareciam estar olhando especialmente para ele.
    O rapaz se encantou pela pintura, principalmente por Olympia a mais tímida, porém mais expressiva, procurou saber o máximo que podia sobre a história da moça, leu vários artigos, livros e inclusive uma bibliografia completa da fazenda escrita por uma descendente ainda viva de Olympia.
    Um acontecimento acaba levando Virgílio a pensar que talvez não seja coincidência ele estar ali, seu fascínio pele moça do retrato que vivera séculos antes dele e a sensação de que a conhecia de alguma forma.
"Virgílio voltou a encarar Olympia como se ela fosse única, o que realmente era para ele, e tocou nos lábios da moça com suavidade."
    O engenheiro ficou ainda mais obcecado pela moça o que o levou a procurar a autora do livro com o mesmo titulo da pintura "Gêmeas em flor" e também descendente da família do Barão. Após conversar com essa senhora eles acabam descobrindo algo muito importante que pode mudar a vida de Virgílio.
    Preciso parar por aqui caso contrário acabarei soltando alguns spoilers, mas já adianto que essa história é cheia de reviravoltas, acontecimentos surpreendente e totalmente imprevisíveis que nos deixa curiosos e ávidos para saber até onde a história vai chegar, como tudo vai se desenrolar e o que esperar do final.
    Nesse livro surpreendente, incrível e muito bem escrito você leitor vai encontrar de tudo, romance, traição, suspense e um final de arrancar o coração do peito e coloca-lo de volta no lugar.
"Nem o tempo pode nos separar."
Minha opinião

    Comecei lendo esse livro toda despretensiosa achando que ia encontrar só mais um romance de época do jeito que gosto com viagem no tempo, paixões tórridas, muito romance fofo em um cenário maravilhoso que é o nosso Brasil do século XIX.
    Mas esse livro me surpreendeu bastante, não pensava em encontrar uma trama tão bem elaborada, cheia de mistérios e traições que fez a minha cabeça dar um nó tentando resolver esses mistérios.
     E quando achava que tinha resolvido alguma coisa a autora ia lá e colocava mais um ingrediente na massa e me deixava formulando milhões de teorias sobre como o Virgílio iria viajar no tempo e quando isso aconteceu foi completamente inesperado, de uma forma muito inusitada.
    Após a viagem no tempo começou a chover peças minusculas de um quebra cabeça gigante de acontecimentos para que eu tentasse montar e falhasse terrivelmente kkkk, mas quando chegou lá pelos 80% de leitura minha mente começou a enxergar uns vislumbres de como tudo se resolveria no final, me orgulho de dizer que minha teoria conseguiu chegar em 40 % de acerto sobre a resolução final kkk.
    Porém teve alguns pontos que me incomodaram um pouco, eu achei que o Virgílio de apaixonou muito rápido pelo retrato da Olympia e também que ele se acostumou ao século XIX rápido demais para o meu gosto.
    Outro ponto foram duas personagens que pareciam saber de tudo e ter uma resposta para tudo o tempo todo que foi a Helena e a Severa, aquele tipo de personagem que conta a história sem ter estado lá, as donas da verdade, mas sei que é implicância minha e que muita gente vai adorar as duas.
    É notável que a autora fez um bom trabalho de pesquisa histórica para escrever o romance, encontrei em diversas passagens as evidencias dessa pesquisa. Mas como a parte da narrativa de época se passa em um navio não temos tanto contato com a cultura brasileira da época, apenas o básico para o bom andamento da história.
    Sempre digo que quero mais autoras nacionais escrevendo romances de época sobre o  Brasil e a Anaté Merger soube explorar muito bem esse período da vésperas da abolição da escravatura, introduzindo personagens históricos como Joaquim Nabuco. Além disso ela criou personagens com aquele jeitinho brasileiro que é único.
Avaliação: Minha nota para esse romance é Nove e cinco estrelinhas no Skoob.

Compre o E-book na Amazon AQUI.

Não se esqueça de deixar um comentário me dizendo o que achou da resenha, se já leu ou pretende ler esse livro e siga o blog e nossas redes sociais.

domingo, 19 de março de 2017

Resenha:: Raio de Sol - Kim Holden

Kate Sedgwick é uma grande fã da vida. Ela gosta de aproveitar o presente como se não houvesse um amanhã, e é isso que ela faz desde sempre. Para ela, não há nada de tão ruim que não possa ser concertado ou que não tenha um lado bom de se olhar. Afinal, não é atoa que Gus, seu melhor amigo desde a infância, tenha lhe dado o apelido de Raio de Sol - o que, por sinal, faz jus a seu espirito.
Entretanto, quem a vê sequer deve imaginar que uma garota como Kate vem de uma família-problema, começando pelo abandono do pai que sequer chegou a conhecer, e uma mãe com problemas mentais sérios e com uma inclinação para o álcool. Mas mesmo tendo passado por maus bocados, ela nunca deixou sua positividade de lado e sempre tentou ver o melhor das pessoas. 
Mas até mesmo pessoas como Kate tem segredos.
Após se mudar de San Diego, na Califórnio, para Grant, em Minnesota, Kate leva consigo apenas as boas lembranças e faz o que sabe de melhor: aproveita a vida. 
Apesar dede ser uma grande fã das surpresas - positivas, é claro- que a vida trás, Kate não esperava que iria encontrar em seu novo lar o que ela nunca teve antes: o amor, no sentido mais romântico da palavra. 
Keller Banks é um sujeito simpático e encantador, capaz de arrancar sorrisos - principalmente femininos- por onde passa. Sua beleza externa é apenas o reflexo do que ele é por dentro: gentil, amoroso e confiável. Quando o rapaz põe os olhos em Kate pela primeira vez, seus pulmões perdem o ar e tudo o que lhe vem a mente é o quanto ela é magnifica - ele sente amor. 
Eles se amam.
Eles fazem planos em suas cabeças.
Eles querem ficar juntos.
Mas então a realidade bate-lhes a porta para lembra-los mais uma vez de que contos de fadas não existem, mas a vida real sim - e isto inclui os segredos que guardam e que precisam ser mantidos a sete-chaves das pessoas que amam.


Minha opinião:


Nem mesmo uma resenha de 15.000 palavras poderiam expressar o quanto este livro me emocionou. Eu ri, senti, chorei e chorei mais ainda - exatamente nesta ordem.
Kate faz jus ao apelido Raio de Sol; ela é divertida, animada e consegue encontrar a felicidade nas coisas mais banais do cotidiano. Ela se importa verdadeiramente com as pessoas, até mesmo aquelas que não merecem seu afeto e sua atenção. Ela é viva de espirito, de alma, de vida.
Keller é controlado e reservado, mas não faz esforços para esconder quando gosta e simpatiza com alguém. Ele tem seus mistérios e seus momentos de seriedade, mas é visível a mudança de rotina e comportamento assim que conhece Kate. Ele é justo e se importa verdadeiramente com as pessoas.
Gus é simplesmente o melhor amigo de todos os tempos. Apesar de ser praticamente um astro do rock, ele não deixa a fama subir pela cabeça e continua sendo o mesmo cara brincalhão, gentil, engraçado e amoroso de sempre. Se eu tivesse tido um tempo durante o turbilhão de emoções e lágrimas durante a leitura para crushar algum personagem, com toda certeza seria ele.

Um dos pontos que mais me tocaram, foram as descrições de Kate sobre a convivência com sua mãe e a doença que a mesma carregava. Nestes momentos, minha vontade era a de entrar nas páginas e abraça-la.


''Quando não tomava os remédios, não era ela mesma, e quando tomava os remédios, não era ela mesma. Doença mental não é brincadeira. Havia vezes em que ela era amorosa e gentil. No restante do tempo, era furiosa e indiferente. A raiva e a indiferença são totalmente diferentes, mas quando você é uma criança qualquer uma dessas duas coisas vai partir seu coração."

A história é bem escrita, e a narrativa se alterna entre as perspectivas de Kate e Keller, o que tornou tudo ainda mais apaixonante. Kim Holden conseguiu me arrancar sorrisos e lágrimas com tanta facilidade, que estou pensando seriamente em pedi-la em casamento apenas para poder dar uma olhada em seus outros projetos. 

5 Motivos para ler:

1° A escrita da autora é viciante, e é impossível largar o livro antes de termina-lo.
2° Kate é apaixonante: ela é vida em todos os sentidos, divertida e inspiradora.
3° Os personagens são divertidos e simpáticos; nesse livro não há espaço para protagonistas rancorosos ou sem coração.
4° A Kim é simplesmente um amor de pessoa, e é muito atenciosa com seus fãs! ♥
5° O livro é emocionante e um dos que mais me fizeram chorar! 

sábado, 18 de março de 2017

Parceria com a autora Renata Varela

    Olá pessoal, é com grande prazer que anuncio que o blog Leituras da Mary fechou parceria com essa autora maravilhosa que é a Renata Varela, tenho certeza que muitos de vocês já devem ter lido ou visto os livrinhos dela por ai, mas quem ainda não os conhece, vou lhes apresentar.

NEM TÃO SIMPLES ASSIM: O quão simples é simples demais?

Bárbara nunca teve tanta sorte assim. Seus relacionamentos nunca iam para a frente, sua carreira estava estacionada, sem nenhum avanço, e o relacionamento com sua família não é lá os melhores. Mas, de uns tempos pra cá... Tudo está se encaixando. Tudo está nos eixos, parece que o mundo está conspirando a seu favor. Está tudo muito bem, obrigada!Está bem até demais!Ela tem um emprego maravilhoso, um namorado bem sucedido, bonito e atencioso; sua melhor amiga está de volta em sua vida e há mais de seis meses ela não se sente como uma decepção para sua família. Só que nada é tão simples assim. Uma maré de sorte pode se transformar num tsunami de azar, só basta uma chacoalhada.


NÃO ERA EU, ERA VOCÊ: Um romance sobre assumir, perdoar e cometer erros. 

Francine se orgulha de várias coisas. Ela sabe que é uma ótima corretora de imóveis e se orgulha de ser valorizada em sua profissão. Francine também sabe que o amor de sua família é grande e se orgulha da relação que mantém sempre balanceada com as irmãs, Franciele e Fernanda. Ela também se orgulha de ter o coração "de pedra", como costumam descrever, e não ter se apaixonado de verdade desde os quinze anos. Agora, Francine acaba de completar vinte e cinco verões. Está no começo da vida, na flor da idade, e esse ano tem tudo para ser o melhor de sua vida. Ela está no topo de tudo, mas, se há um problema de estar no topo, é que o vento lá por cima é sempre muito forte; pode fazê-la despencar em um piscar de olhos.

Link no Skoob: 

AS LISTAS DE ELLEN
Ellen Farley é jornalista de fofoca de uma revista não muito famosa, em Nova York. Nesse mundo onde tudo vira notícia, Ellen fica sabendo de uma que não lhe agrada muito: rolam boatos pela redação sobre um corte de custo e o pescoço de Ellen está quase sendo cortado. Para melhorar, Max, seu namorado há três anos decide que a química não está mais funcionando e termina tudo. Com o emprego mais para lá do que para cá, Ellen - que tem mania de fazer listas - cria uma lista com possíveis empregos a quais se candidatar caso vá para o olho da rua. Um desses empregos é na revista Social Feminin, uma das poucas que cresceu no ano anterior. Num momento de insanidade, Ellen manda sua ficha para a revista, que logo a chama para uma entrevista. É aí que ela conhece Brandon Morgan, o novo redator-chefe da revista, o homem que pode mudar sua vida - em um sentido além do profissional.


O AMOR (NEM SEMPRE) MORA AO LADO


Becca namora Louis há dois anos.Dan acabou de sair de um relacionamento de sete, traído e magoado. Ambos estão em momentos conturbados da vida quando se conhecem, e isso faz com que criem um laço de amizade forte e praticamente impossível de ser arrebentado. Até que Daniel tem que viajar a trabalho e eles se separam. Será a distância o ponto final, ou o parênteses que eles precisam inserir em suas vidas?

Link do wattpad: https://goo.gl/zNX5ZW

Sobre a autora

Renata Varela nasceu em Recife, PE, 1996. Lançou seu primeiro livro, Paris no Dia dos Namorados, em 2015 e desde então vive para escrever e fazer sonhos - mesmo aqueles de personagens que só existem em sua cabeça - se realizarem. Não consegue ficar parada e, além de escrever romances, dedica parte do seu dia à um blog chamado Who's That Girl?, desde 2013. Atualmente lança livros digitais na amazon e algumas amostras grátis na plataforma independente Wattpad. 
Aguardem que em breve vocês terão as resenhas desses livro aqui no blog, não se esqueça de deixar um comentário e de seguir o blog e a autora nas redes sociais.

quinta-feira, 16 de março de 2017

Minha experiência de leitura com Audiobooks + Dicas
    Olá leitores, hoje eu venho contar para vocês o que achei da minha experiência lendo/ ouvindo audiobooks e dar algumas dicas de onde encontrar esses livros para ler.
    Tem um bom tempo que ouço alguns leitores e blogueiros comentando que leem audiobooks, porém eu ainda não tinha parado para ler/ouvir.
    Sempre pensei que a maior graça do livro é a gente ler com nossos próprios olhos, acho que a maioria de vocês tambem pensam assim. Entretanto um dia eu assistindo um vídeo de uma blogueira literária que acompanho e ela mencionou os audiobooks que leu e despertou a minha curiosidade para esse tipo de leitura, então comecei a procurar na internet sites que disponibilizassem esse tipo de conteúdo e encontrei vários, alguns pagos, outros gratuitos e também conheci o Site Visionvox.
    Não estou sendo paga para falar desse site com vocês, que isso fique bem claro kkk, mas eu me encontrei no site Visionvox, pois lá tem de tudo o que você pensar, livros clássicos, livros de fantasia, chick lits, romances e muito mais. Não são apenas livros antigos ou clássicos como encontrei nos outros sites que pesquisei, lá tem até lançamentos e best sellers.
    Achei alguns títulos bem legais lá, baixei gratuitamente, comecei a ouvir e me apaixonei pelos audiobooks kkk. É uma experiência totalmente diferente de leitura, pois parece que tem uma pessoa contando a história para você {e na verdade tem kkk}.Eu acabei me empolgando e baixei vários, desde clássicos que era o meu principal objetivos a livros mais modernos e populares. 
    O primeiro livro que li/ouvi foi O conde de Monte Cristo do Alexandre Dumas, na realidade eu já tinha lido ele antes na época da escola uma versão adaptada para jovens leitores, mas esse que ouvi foi a edição integral que é um pequeno calhamaço, ouvia ele enquanto estava fazendo caminhada no parque e foi muito bom, pois a minha mente estava tão focada na história que nem via o tempo passar. 
    Em menos de uma semana conclui o livro, pois a qualidade da narração é sensacional, é narrado com voz humana e uma voz muito agradável de ouvir, daquelas que te empolga e não te dá sono. 
   Mas ai você podem ter algumas duvidas, Mary será que você consegue se enxergar dentro da história como se estivesse lendo um livro? Você consegue se lembrar dos acontecimento da história?   Não acaba passando alguns detalhes que você perceberia se tivesse lendo você mesma? 
    Muito pelo contrário eu me lembro dos detalhes da história vividamente na minha cabeça, como é uma pessoa te contando a história sem interrupções ou distrações que temos ao ler, me arrisco a dizer que entendo melhor a história, faço a leitura mais rápido e reflito melhor os acontecimentos.
    Depois eu ouvi outros livro que já havia lido antes, como Orgulho e preconceito, os quatros primeiros livros de Harry Potter, atualmente estou ouvindo o quinto, tudo isso rapidamente e foi maravilhoso relembrar os acontecimentos dessas histórias e perceber alguns detalhes que não tinha percebido antes.
    Todos esses livros que li e também os que baixei são narrados com voz humana, muito agradáveis e com as entonações de voz que combinam com a história. Então posso afirmar com toda a certeza que Audiobook funcionou muito bem para mim, pode ser que funcione com você, assim como pode ser que não.
    Então eu te proponho um desafio, clicar nesse LINK AQUI e baixar um Áudio de sua preferência e ouvi-lo, depois volte para me dizer o que achou da experiência.

Algumas dicas para facilitar a leitura
- Leia sempre se movimentando: Não leia parado ou deitado, pois pode sim te dar sono, ouça em suas seções de exercícios na academia, caminhando, nos trajetos de ônibus, metrô ou similares, fazendo tarefas domésticas como, lavar louça, faxina, passando roupa, garanto que vocês vão transformar essas atividades enfadonhas e momentos prazerosos kkk.

- Leia os clássicos: Geralmente eles são mais difíceis de ler e compreender então outra pessoa te contando a história pode te ajudar a entender melhor, depois de ouvir o audiobook se sentir necessidade pode ler o livro, garanto que vai compreender melhor a história.

-Faça releituras de livro que gosta muito: Como disse para vocês foi um prazer ler  Harry Potter pela enésima vez, ouvir essas histórias foi uma experiência maravilhosa.

- Indique a leitura de áudio para um deficiente visual: Ele poderá ter o mesmo prazer de ouvir uma história maravilhosa como a que você pode ler.
    Como vocês puderam perceber a leitura do audiobook não subistitui a leitura do livro, você pode fazer as duas coisas, tenha essa experiência acho que vai gostar.
    Clique na imagem para acessar o site e baixar os seus áudios.


Gostou desse post? Não se esqueça de deixar seu comentário e seguir o blog nas redes sociais.

quarta-feira, 15 de março de 2017

Resenha Nacional: As letras do Amor - Paula Ottoni
Livro cedido através da parceria com a editora

 Olá Leitores maravilhosos!!
 A resenha de hoje é de um romance super fofinho e apaixonante, espero que gostem.
Resenha

    As letras do Amor da autora Paula Ottoni foi publicado pela Editora Novo Conceito em 2016. É um romance New adult no qual os personagens estão começando a entrar na fase adulta, as responsabilidades estão ganhando destaque e eles querem provar que podem se virar sozinhos, longe dos pais em outro país.
    Bianca é brasileira e sempre foi uma garota romântica e idealista, quando seu namorado Miguel propõe que eles deem um passo a mais na relação, pois ele esta prestes a assumir uma responsabilidade imposta pelo pai, abrir uma filial da empresa da família em Roma. Miguel esta empolgado com a perspectiva de provar que é competente e acaba pedindo para Bia acompanha-lo nessa viagem que durará seis meses.
    O Casal esta junto a pouco mais de dois anos e Bianca acha que vai ser bom para o relacionamento amadurecer, ela procura encarar esses seis meses que passaram juntos vivendo como um casal como um teste para ver se são realmente compatíveis.
    No entanto ao mesmo tempo que esta ansiosa para começar uma vida nova na Europa esta apreensiva com aqueles questionamentos recorrentes dessa fase de transição da adolescência para a vida adulta,  pois ela nunca ficou muito tempo longe da família, Miguel é o seu primeiro namorado e tudo o mais. Além disso eles vão dividir o apartamento em Roma com o amigo de infância de Miguel. o Enzo, o que por sinal não era bem o que ela queria.
     Ela achava que não iria se sentir confortável com um estranho interferindo na vida do casal. Mas a vontade de se aventurar e a possibilidade de amadurecer acaba falando mais alto e ela topa ir para a Europa com Miguel.
    Porém ao chegar em Roma ela tem uma grata surpresa, pois Enzo na realidade é um rapaz muito gente boa, atencioso e a convivência entre o trio é harmoniosa, ela aos poucos começa a se sentir em casa a medida que vai se acostumando a cultura, ao novo idioma e as belezas turísticas do lugar.
    Porém como era de se esperar Miguel acaba tendo que passar muito tempo no trabalho e ela se vê tendo que se virar sem sua ajuda, por sorte Enzo estava sempre a sua disposição para leva-la aos passeios turísticos, indicar um bom curso de idiomas, arrumar-lhe um emprego temporário e todas essas pequenas coisas que era obrigação de Miguel fazer.
    Miguel acaba se distanciando cada vez mais e Enzo esta sempre ali sendo prestativo e atencioso o que acaba mexendo um pouco com o seu coração e abalando suas estruturas. Chega um ponto que ela se encontra dividida entre Miguel seu namorado a qual ela tem certeza que ama, mas que ao mesmo tempo é tão diferente dela  e Enzo que gosta das mesas coisas que ela e sempre a trata com respeito e admiração.

Minha opinião

    Quando li a sinopse desse livro eu pensei que talvez não iria gostar da história por se tratar de um triangulo amoroso, quem me conhece sabe que eu abomino esse tipo de relação, pois na maioria dos romances esses triângulos não são bem construídos e acabam me deixando com raiva dos personagens.
     Porém esse livro foi uma grata surpresa, eu acabei gostando bastante da narrativa e apesar de ter esse elemento "triangulo amoroso" sabemos qual será a melhor escolha para a personagem, o problema é que ela parece não enxergar isso.
    A Bianca me irritou em alguns momentos da trama pelo fato dela ser muito passiva, aguentar coisas e situações que não deveria e nem precisaria aguentar e o modo como ela tenta insistir em situações que não valem a pena.
     Por outro lado o livro tem aquela pegada de filmes de comédia romântica que eu adoro, cheio de cenas muito bem descritas e ilustradas pelas melhores paisagens de roma. E eu não posso continuar falando muito sobre a história sem correr o risco de soltar um spoiler, porque o desfecho final e os acontecimentos ao longo da narrativa são previsíveis sim, mas eu gosto de uma história previsível quando os personagens me cativam.
    Não posso deixar de comentar que a capa desse livro esta simplesmente linda, afinal retrata uma das mais belas e intrigantes paisagens de Roma, o Coliseu. E todas essas descrições das cenas do livro me deixaram com uma baita vontade de conhecer Roma.
    Recomendo a leitura para quem gosta de romance fofo estilo filme de comédia romântica e também para aqueles que não se importa de conhecer uma personagem muito indecisa.

Nota Para o livro: Acabei dando nota 8,5 para esse romance, pois teve alguns elementos me irritaram um pouco. Avaliei-o no Skoob com 4 estrelinhas.
   Espero que tenham gostado da resenha e não se esqueça de deixar seu comentário e de seguir o blog nas redes sociais.

domingo, 12 de março de 2017

Resenha Nacional: Erros nas entrelinhas - Brenda Ripardo

Samantha é o tipo de adolescente clichê dos filmes americanos - no melhor dos sentidos, é claro. Além de ser a capitã do time de torcida, ela namora Devin, o quarterback do time de futebol e anda com um clã de seguidores pelos corredores do colégio, arrancando suspiros e olhares de admiração de todos . Mas o que poucos sabem é que, na realidade, tudo isso não passa de uma fachada: seu relacionamento não lhe satisfaz mais tanto quanto costumava fazer, suas "melhores amigas" na verdade a odiavam, e a cada dia que se passa ela se pergunta se aquilo tudo realmente valia a pena - o glamour de ser popular, as festas e a falsa felicidade.
Depois das férias de verão mais confusas de sua vida, Sam decide que este será seu melhor ano e que fará de tudo para que as coisas voltem ao normal. Entretanto, antes mesmo de pisar os pés dentro do colégio, ela acaba esbarrando em Benjamin, o garoto novato e incrivelmente sedutor que imediatamente abala suas estruturas - literalmente.
Com o passar do tempo, Sam e Benjamin acabam desenvolvendo uma amizade forte e, sem que se de conta, ela se vê dependente do rapaz e mais apaixonada do que nunca estivera antes em toda sua vida. Mas como nem tudo são rosas e perfume, empecilhos surgem em seu caminho e no de Ben, incluindo falsas melhores amigas que tentam te detonar a qualquer custo, um namorado com problemas familiares que precisa de sua ajuda e uma nova arqui-inimiga que promete fazer de tudo para que seu novo romance caia por água a baixo.

Minha opinião:


Comecei a lê-lo hoje e, desde que comecei não consegui parar mais. O que era para ser um clichê adolescente se tornou uma das leituras mais proveitosas de 2017.
O livro não é apenas sobre amores adolescentes e impossíveis; é uma história que fala sobre amizade, erros e, sobretudo, o perdão. Aliás, todos nós cometemos erros, o que nos diferencia é se iremos usa-los como forma de aprendizado, ou se iremos nos martirizar por eles pelo resto de nossas vidas.

Samantha é o tipo de adolescente indecisa. Ela tem sonhos e, obviamente, objetivos, mas tem dificuldade em alcança-los quando isso significa magoar alguém - mesmo que esta pessoa não mereça sua empatia. Confesso que não concordo com muitas das atitudes tomadas pela personagem, mas gostei do rumo que estas ações tomaram ao final da história.
Devin se mostrou totalmente o contrário do que eu imaginava que seria. Imaginei-o como sendo o namorado-capitão-do-time-de-futebol clichê - que não ama verdadeiramente a namorada e que faz tudo por status, além de ser um mulherengo assumido. Mas a realidade é que ele realmente ama Sam, e que faz o seu melhor para vê-la feliz. E mesmo que o personagem tenha me desagradado no meio do livro, movido pela raiva, gostei de vê-lo amadurecendo e se tornando alguém melhor.

Uma das características que mais me agradaram no livro, foi o fato da autora dar visibilidade para a maior parte dos personagens secundários. Do começo ao fim do livro, temos um vislumbre de outros personagens e seus envolvimentos românticos, o que além de deixar o livro ainda melhor, me fez ficar curiosa sobre como seriam suas histórias narradas mais de perto e, aproveitando que entrei neste assunto, lá vai: faz um livro da Molly e dos irmãos da Sam, Brenda, NUNCA TE PEDI NADA!

Acho que, com toda a sinceridade, este é o tipo de livro que todo adolescente deveria ler. Ele me fez ver que cometer erros é algo normal, e, na maioria das vezes, é impossível de se voltar atrás; o que nos resta é tentarmos aprender o máximo com eles, e não repeti-los.

5 Motivos para ler:

1° A autora é uma fofa e super atenciosa com os fãs
2° Comprando no site da editora, você recebe brindes!
3° O livro é bem escrito e não há erros perceptíveis.
4° Esse é um daqueles clichês que nos fazem ficar vidrados do inicio ao fim.
5° O final é um tanto inesperado, o que nos leva a refletir sobre nossos próprios erros.

@marycspblog